Sai decreto sobre formação de professores

Decreto sobre formação de profissionais da educação básica (professores e funcionários de escola) é promulgado. Em uma primeira análise, o decreto não propõe uma articulação com a lógica de avaliação do ENAMEB e do SINAEB, o que é bom, mas mantém a prova nacional para docentes com a finalidade de subsidiar a realização de concursos públicos para ingresso:

Art. 17.  O Ministério da Educação coordenará a realização de prova nacional para docentes para subsidiar os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, mediante adesão, na realização de concursos públicos de admissão de profissionais do magistério da educação básica pública, de maneira a harmonizar a conclusão da formação inicial com o início do exercício profissional.

Baixe aqui o Decreto promulgado.

O texto não esconde a intenção da prova em “harmonizar a conclusão da formação inicial com o início do exercício profissional”, o que conduzirá ao alinhamento das agências formadores com a base comum da formação de professores que está sendo feita pela SEB. A prova nacional mencionada no decreto também será articulada com a base nacional comum curricular em desenvolvimento no CNE e quase inevitavelmente tenderá a se articular com o ENAMEB quando este for aprovado no Congresso.

Leia também estudo do IPEA de 2014 propondo que o exame nacional docente seja um processo de certificação de professores.

Leia mais sobre a Prova Docente e certificação aqui.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Avaliação de professores, ENAMEB - Professores, Links para pesquisas, Mercadante no Ministério e marcado . Guardar link permanente.

6 respostas para Sai decreto sobre formação de professores

  1. Pingback: SAI DECRETO SOBRE FORMAÇÃO DE PROFESSORES | Grupo de Estudos e Pesquisa em Avaliação e Organização do Trabalho Pedagógico

  2. zelair santos goncalves disse:

    Pra que os professores precisam estudar tanto se tem que fazer com que o aluno passe mesmo não sabendo ler e escrever, o governo não quer que o povo aprenda então pra que exigir dos profissionais da educação mais e mais estudos!!! A educação tem que mudar no sentido de os alunos respeitar os professores, mas não hoje em dia todos os direitos aos alunos e nem um direito aos professores, então não vale a pena estudar tando pra ser desrrespeitdo na sala de aula, quando não surrado!!!

  3. Ana Maria disse:

    Não acredito nestas provas.
    As vezes algumas pessoas tem a maior facilidade para estudar e fazer uma ótima avaliação e na hora de ministrar aulas é um fracasso, na hora de administrar uma escola é um horror. Não sabem nada na prática.

  4. maria da gloria da siva canario disse:

    Gostaria de saber,se esta prova sera realizada para os professores que já fazem parte de um quadro efetivo ou para os que irão compor a partir deste ano.

  5. Simone Freitas Pereira Costa disse:

    Grata por suas contribuições Professor! Por meio delas, nos provoca a pensar e rever nosso entendimento da educação brasileira!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s