Leitora narra experiência com a reforma empresarial

Profissional brasileira que está nos Estados Unidos e leitora do Blog descreve a experiência que teve com a política educacional em curso nas escolas de Los Angeles:

“… estou como visitante na Universidade da Califórnia. Mês passado, teve reunião na escola do meu filho em uma escola pública de Los Angeles, para tratar do teste que as crianças iriam fazer. O nome do teste é Smart Balance Assessment Consortium e mede a proficiência das crianças em matemática e inglês. Daqueles [testes] que os reformadores educacionais adoram: alinhado a Base Comum Curricular daqui chamada Common Core), capacidade de medir o conhecimento das crianças com precisão, conectado às exigências do mercado de trabalho do século XXI… Todo esse discurso aparece nitidamente no site do teste.

Durante todo esse mês o professor preparou os alunos o máximo possível para o teste, vários simulados foram realizados na escola e nos indicaram um site para que ele realizasse esses simulados também em casa, para treinar para o teste.

Ao mesmo tempo, percebo que as relações entre as crianças são extremamente complicadas: xingamentos, assédios, desrespeito fazem parte do cotidiano da escola. Algumas famílias verbalizaram isso ao longo do semestre. Tivemos uma reunião na escola e a diretora da escola verbalizou seu incômodo com as famílias que se preocupam com “a parte social” e não se incomodam com o aprendizado cognitivo das crianças. Disse que o foco da escola não é o social e que as crianças precisam ter bom comportamento para aprender as matérias.

Ouvir as crianças, suas famílias e professores tem sido relegado a segundo plano na elaboração do currículo e das políticas públicas aqui. São os testes, as medidas, o controle, os surveys os detentores da voz, não os sujeitos.

Infelizmente esse modelo de educação tem sido referenciado e defendido no Brasil como princípio educativo. E a base nacional comum curricular só vai reforçá-lo.”

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor aposentado da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Estreitamento Curricular, Mendonça no Ministério, Meritocracia, Responsabilização/accountability e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s