Goiás: privatização por concessão avança

Raquel Teixeira, que também é  membro da Comissão Técnica do Movimento Todos pela Educação (acesso em 14/01/2015, 10 h.), assume a Secretaria de Educação do Estado de Goiás.

Comissão Técnica do Movimento Todos pela Educação
Viviane Senna
Coordenadora

Célio da Cunha
Claudia Costin
Claudio de Moura Castro
Marcelo Neri
Maria Auxiliadora Seabra Rezende
Maria Helena Guimarães Castro
Mariza Abreu
Nilma Fontanive
Raquel Teixeira
Reynaldo Fernandes
Ricardo Chaves Martins
Ricardo Paes de Barros
Ruben Klein”

A nova Secretária pretende dar continuidade às políticas que vêm sendo aplicadas no Estado (entre elas bonificação de professores). Mas vai além disso, pois encontra-se nos Estados Unidos “aprendendo” com os americanos o que são Escolas Charters, ou seja, como privatizar escolas públicas por concessão à iniciativa privada.

Leia mais aqui sobre os planos do Governo de Goiás para entregar as escolas públicas a organizações sociais.  Para o Governador do Estado, o “modelo a ser adotado obteve grande sucesso nos Estados Unidos”.

O argumento é o mesmo da direita americana: se as escolas particulares dos ricos são boas, então devemos permitir que os pobres estudem em escolas do mesmo nível dos ricos, ou seja, privatizá-las por concessão. As escolas continuam sendo públicas, gratuitas para os estudantes e o Estado paga a concessionária para fazer a gestão delas. Portanto, trata-se de adotar o modelo gerencial privado e repassar recursos para ele e não em investir na escola pública para construir a qualidade desta escola pública.

Sobre os resultados dessa estratégia este blog tem divulgado uma série de relatórios e também de posts (veja aquiaqui, aqui, aqui, aqui, use o buscador do blog para encontrar outros pelo título “charters”).

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor aposentado da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Escolas Charters, Links para pesquisas, Meritocracia, Privatização, Responsabilização/accountability. Bookmark o link permanente.

3 respostas para Goiás: privatização por concessão avança

  1. Pingback: Escolas Charters americanas: descontrole e fraude | AVALIAÇÃO EDUCACIONAL – Blog do Freitas

  2. Ivanilde disse:

    Achei interessante a matéria do ponto de vista teórico, mas o que percebo sendo eu Professora e o fim das bonificações, gratificações e a diminuição dos salário do profissional no caso o meu e de muitos outros professores, penso que esta estratégia do atual governo é uma forma de retirar de si a responsabilidade pela administração da educação e do estado como um todo. Penso que este é mas um motivo para os a diminuição drástica do interesse de novos profissionais pela área da Educação o total descaso pela mesmo pelos governantes deixando bem claro aos poucos intendedores a falta de interesse de formar cidadães com conhecimento para contestar seus atos e atitudes na governação de municípios, estados e país. E me pergunto o que sera de meu belo Goiás!?
    Profissão Professor desvalorizado como sempre só Deus para zelar por nos.

  3. Vitor Hugo disse:

    Acho um pouco esclarecedora esta matéria, não sou professor e nem nada, mas sou filho de uma professora e sei bem a realidade vivida deste profissional formador de muitas profissões e o que menos ganha e tem investimentos neste país e na gestão deste atual governador de Goiás, e me pergunto ate quando a educação sera tratada com total descaso.
    Professores que antes tinha benefícios assegurados por lei e nesta atual gestão de se não me engano 16 ou 20 anos ou bem próximo pois o mesmo ficara 4 anos no poder continuara com esta conduta!?
    Professores tendo seus salários diminuídos, seus benefícios sendo ceifados, data base sendo descumprida, titularidade sendo retirada e não dada e vários outros que bem sei foram retirados pois como filho de uma professora observo o seu contra cheque a diminuir seus salários e aumentar o seu trabalho?
    E agora os mesmo vem com esta falsa intensão de investir na educação afirmando que a implementação de tal teoria ira contribuir para a melhoria da educação como jovem filho de professora e cidadão vejo isto como mais uma forma de hipocrisia e espero em Deus um País um estado onde os Brasileiros lutem mais e reclamem menos pois a prova esta ai mas uma tentativa de nos enganar nos ludibriar com jogadas de marketing e teorias que só servem para retirar suas responsabilidades como governante e usar de descaso para com a educação “Só Deus na Causa”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s